11/06/2010

Nascer numa garagem


Artigo de Soumodip Sarkar, publicado no Diário de Notícias. Retirado daqui:http://www.fabiojesuino.com/?p=61

O que têm em comum a Apple Computers, a Amazon.com, a He-wlett Packard e a Disney? Para além de serem grandes empresas de sucesso, todas nasceram numa garagem! Steve Woz-niak e Steve Jobs, fundadores da Apple, Jeff Bezos da Amazon.com, David Packard e William Hewlett da Hewlett-Packard Co., iniciaram o seu negócio numa garagem.
Não precisaram de um escritório luxuoso para começar a sua empresa. Para o empreendedor que é determinado, qualquer lugar pode servir de lançamento. Michael Dell começou a vender PC melhorados e componentes de add-on a partir do seu quarto na Universidade do Texas! Em Setembro de 1998, Larry Page e Sergey Brin iniciaram a Google numa garagem alugada na Califórnia.
A “garagem” é a maternidade da principal região de alta tecnologia, o Silicon Valley. A ideia de origem desta região é do Dr. Frederick Terman, um professor da Universidade de Stanford que en- corajou os seus estudantes a fazer start-ups das suas próprias empresas electrónicas em vez de se juntarem às empresas estabelecidas na região este. Os primeiros dois estudantes a seguirem os seus conselhos foram William R. Hewlett and David Packard, que em 1938 começaram a desenvolver o seu primeiro produto, um oscilador áudio, na sua garagem. Esta garagem é hoje conhecida como o local onde nasceu o Silicon Valley!
Uma proeminente empresa do Silicon Valley dá pelo nome de Garage Technology Ventures. O seu co-fundador é Guy Kawasaki. De acordo com Guy Kawasaki, a garagem “é um estado de alma” e “uma rejeição do statu quo”.
Então o que falta à nossa juventude para se tornarem empreendedores? Quais são os factores que actuam como impeditivos do empreendedorismo na juventude em Portugal?
Na minha actividade como docente, costumo colocar algumas questões sobre empreendedorismo. A primeira questão que coloco é “gostaria de ser um empreendedor?”, à qual 50% dizem que sim. A questão seguinte é se “tem alguma ideia sobre um projecto que gostaria de realizar?”, à qual 50% dos que tinham respondido afirmativamente à primeira dizem que sim. Quando pergunto a esses 50% as razões por que ainda não iniciaram o projecto, a resposta é rápida e a maioria responde “preciso de obter mais experiência” ou “preciso de dinheiro para criar o meu negócio”.
Provavelmente, as políticas que existem para promover o empreendedorismo estão erradas. Talvez os subsídios e o capital para start-ups que existem sejam a via errada para promover o empreendedorismo.
É tempo de pensar em construir garagens! E se eu compreendi alguma coisa neste país, o próximo passo é criar um “Observatório de Garagens!”

Sem comentários: