15/01/2009

Gary Shilling

Artigo publicado em http://carteira.pt/

Venda acções de empresas norte-americanas e obrigações de países emergentes, esqueça as matérias-primas e, se está a planear vender a sua casa, faça-o ontem. Estas foram algumas das 13 premissas avançadas por Gary Shilling no início de 2008 e que, no final do ano, se revelaram proveitosas para os investidores que as levaram à letra.

Gary Shilling é conhecido em Wall Street pela sua capacidade de antecipar o movimento do mercado de capitais com uma pontaria invejável. Os seus feitos já lhe valeram o reconhecimento, do "The Wall Street Journal", em 1997, como o economista mais certeiro. Foi assim em 2000, quando Gary previu que as 500 maiores empresas norte-americanas iriam perder metade do seu valor e as tecnológicas cotadas no índice Nasdaq iriam registar desvalorizações entre 70 e 80 por cento e, pouco tempo depois, deu-se a explosão da bolha das dot-comarrastando os índices Standard & Poor's 500 e Nasdaq, de 2000 a 2002, para perdas de 49 e 78 por cento, respectivamente.

O mesmo sucedeu com o mercado imobiliário. Durante anos, Gary foi dos poucos a reconhecer que se estava a criar uma bolha no mercado imobiliário que, mais tarde ou mais cedo, acabaria por ter consequências dramáticas. "Quando o preço das casas voltar à Terra, e os preços cairem 20 por cento nos EUA e 30 por cento em outros sítios, os efeitos na economia global serão sérios ... os empréstimos de subprime são, provavelmente, o maior problema financeiro que a nação enfrenta nos anos adiante", revelava Shilling em 2004 numa nota enviada aos clientes da sua empresa. Três anos depois, o mercado do crédito imobiliário explodiu e a maior economia mundial estremeceu.

12 estratégias para 2009
Gary Shilling não tem dúvidas em afirmar que estamos a viver a pior crise financeira e a mais profunda recessão global desde a década de 1983 e que esta prolongar-se-á ao longo do ano. É por esta razão que, para 2009, Shilling manteve 10 das 13 estratégias delineadas para 2008. A palavra-chave é "vender".

  1. Venda acções e obrigações de empresas de construção de imóveis
     
  2. Se planeia vender a sua casa ou a segunda habitação nos próximos tempos, faça-o ontem
     
  3. Venda acções de empresas relacionadas com o mercado à habitação
     
  4. Venda acções de empresas que actuam no sector do consumo discricionário
     
  5. Venda a maioria das acções de companhias que actuam no sector imobiliário
     
  6. Venda algumas matérias-primas
     
  7. Venda acções de mercados emergentes
     
  8. Aliene obrigações de dívida pública de países emergentes
     
  9. Aposte na subida do dólar
     
  10. Venda acções norte-americanas
     
  11. Venda acções de empresas que actuam no segmento de empréstimos ao consumo
     
  12. Compre, com cautela, obrigações com rating elevado

6 comentários:

Andreia do Flautim disse...

Bom fim-de-semana!

josé manuel faria disse...

A partir do 2º semestre de 2009 a ordem deverá ser comprar em sectores bem seleccionados.

Professorinha disse...

Essa de vender a casa ontem... Já tenho um apartamento à venda há mais de um ano... As pessoas querem o apartamento dado... não vendido... por isso, vender a casa, só se fosse anteontem... ontem já não dá...

Jorge Miranda disse...

Já que estamos a falar de casas... Se alguém souber de um apartamento em bom estado no centro urbano de Vizela que avise.

Casemiro dos Plásticos disse...

Isto vai complicar...

Resgate Salta disse...

Um Blog muito completo e eficaz. Felizmente as obras já acabaram.