07/10/2008

O Estado é uma Responsabilidade da Sociedade (III)


Pegando onde terminei, as nacionalizações que aconteceram em Portugal foram um decisão adequada ao tempo que se vivia. Sem ser um profundo conhecedor da matéria foram essas nacionalizações que permitiram que empresas como EDP e Portugal Telecom tivessem alcançado a dimensão e solidez que hoje têm. Por outro lado, do ponto de vista dos direitos do trabalhadores nessas empresas criaram-se padrões ainda hoje inatingíveis no país.

Porém as nacionalizações não são uma eterna panaceia, porque se ao mesmo tempo permitem alcançar dimensão e solidez, por outro lado a inexistência da figura do "patrão" cria apatia e não adianta explicar aqui porquê, porque a experiência demonstra isso. Quem não se lembra que todas estas empresas antes de serem privatizadas davam prejuízo e que no dia a seguir à intenção de as privatizar passaram a dar lucro?

O ser humano é assim, vive de estímulos e não aceita de modo nenhum não poder ser e ter mais do que o vizinho. Note-se que ser igual ao vizinho não chega. Podemos saltar, pinchar e pintar o diabo a sete mas a força humana é assim. A ex União Soviética é o exemplo mais flagrante disso mesmo. A implementação do Socialismo, que no seu auge previa a abolição do Estado porque nessa altura já todos os cidadãos estariam habituados a serem iguais, falhou, porque na fase em que o Estado seria obrigado a dominar a sociedade para impor a igualdade, o próprio Estado, diga-se quem dominava o Estado, não consegiu abdicar do poder. Em suma, as teorias políticas, sejam de direita ou de esquerda, sempre que levadas a extremos resultam no mesmo: em ditaduras.

No campo social será necessário haver domínio do Estado?


1 comentário:

josé manuel faria disse...

"E advinhem quem vai pagar a conta desta nova bolha financeira? Você, eu e os demais trabalhadores do mundo. Eles adoram falar em "eficiência" das empresas privadas enquanto essas estão acumulando lucros as custas da exploração. Mas quando elas entram em crise os defensores do neoliberalismo são os primeiros a cobrarem a socialização dos prejuízos".

Quando é que a Sonae compra a CP?