10/10/2008

Disciplina de Voto

Uma vez mais Manuel Alegre mostrou que os tinha bem no lugar e violou a disciplina de voto. Poderia escrever sobre o casamento entre homosexuais mas não me apetece porque sou livre de me pronunciar ou não...

Aqui e agora quero, porque me apetece e sou livre, falar sobre a disciplina de voto, ou a não liberdade de votar em consciência. Quando voto em eleições é para que os meus representantes falem por si e não para que sejam uns cegos seguidores de doutrinas impostas a favor das marés. É abominável que num Parlamento, símbolo máximo da democracia, se imponha disciplina de voto.

Tenho sérias dúvidas quanto à constitucionalidade da disciplina de voto e parece-me de todo prudente, para bem da respeitabilidade dos Snrs. deputados, que se proíba e condene tal recurso antidemocrático.

Texto publicado em: http://banhosquentes.blogspot.com/

Enviado por mail para:
geral@parlamentoglobal.pt
belem@presidencia.pt
cds-pp@cds.pt
bloco.esquerda@bloco.org
pcp@pcp.pt
gp@ps.parlamento.pt
gp_psd@psd.parlamento.pt
secdir@jn.pt
atendimento@sic.pt
director@expresso.pt
geral@sol.pt


1 comentário:

Márcio disse...

O Manuel Alegre está lá graças do PS, partido. Se existe regulamentos do partido para tal, e há alguém que não vá a favor desse regulamento o seu lugar é só um. Ir votar para a praça pública... como eu, como o Sr. Jorge, como outro qualquer cidadão comum.